Todo o trabalho partilhado neste blogue pode ser visionado, consultado e utilizado, mas, por favor, não apague os créditos de um trabalho que é meu. E não plagie. O plágio é uma prática muito feia. Se entender contactar-me o meu e-mail é anabelapmatias@gmail.com
Agradeço aos autores dos vídeos a sua partilha, generosa, no Youtube. Sem esta partilha, as minhas postagens ficariam mais pobres.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

17ª Aula - O Iluminismo

17ª Aula - O Iluminismo

Sumário: Os progressos científico e técnico. O Iluminismo. Portugal, as resistências à inovação e as reformas pombalinas no ensino.

Meus queridos alunos, a última apresentação que será alvo de avaliação no próximo teste é a apresentação K - O Iluminismo.
A matéria para o teste abarca, assim, quatro apresentações em PowerPoint: O, P, Q e R.
Bom trabalho, qualquer dúvida sabem onde me encontrar...

Os progressos do ponto de vista científico e técnico, ocorridos durante o século XVII e XVIII decorrem da mudança de mentalidade, já anteriormente abordada em contexto de sala de aula aquando da exploração do Renascimento.
O homem do Renascimento, profundamente humanista, passou a refletir sobre si próprio e sobre o mundo que o rodeava tentando descobrir explicações para os fenómenos através da razão.
O Homem passou a ter um espírito crítico, a valorizar a dúvida, os monarcas, a nobreza e até o clero, em alguns domínios, apoiaram a investigação, as academias e as universidades fomentaram as ciências e o ensino experimental pois surgiu o método experimental baseado na observação do fenómeno, na formulação de uma hipótese explicativa para esse mesmo fenómeno e na posterior experimentação para validação, ou não, da hipótese explicativa formulada. Estamos já longe da mentalidade medieval que tudo explicava através da vontade divina...
Desenvolveram-se as matemáticas. Descartes aperfeiçoa a álgebra e cria a geometria analítica; Galileu Galilei valida a teoria heliocêntrica de Copérnico; Pascal e Torricelli estudam a pressão atmosférica; Harvey estuda a grande circulação do sangue e os vasos capilares; Lavoisier lança as bases da química e descobre a composição do ar e da água; Denis Papin descobriu a força do vapor; Isaac Newton descobre a lei da gravitação e da atração universal; dão-se as primeiras tentativas de conquista dos ares com os balões ou aeróstatos; surge o microscópio, o telescópio, o termómetro, a vacina contra a varíola, os primeiros ensaios  sobre a eletricidade... e "o mundo pula e avança"...
O Iluminismo surgiu em França, no século XVIII, século este que vai ficar conhecido como "Século das Luzes". E que "luzes" são estas? As luzes da razão, o esclarecimento dos espíritos só possível de ser alcançado através da instrução, que ilumina.
O iluminismo propõe uma sociedade baseada na igualdade de todos perante a lei, defendida por Jean Jacques Rousseau, um regime político baseado na separação de poderes, defendido por Montesquieu, teorias absolutamente revolucionárias numa sociedade profundamente desigual como era a do Antigo Regime, com ordens privilegiadas - clero e nobreza - e uma ordem não privilegiada - o povo - e caracterizada por um sistema político, absolutismo, em que o rei detém todos os poderes.
Estas teorias foram muito bem aceites pela burguesia que aspirava à ascensão social...
O Iluminismo pretende contribuir para o bem geral da Humanidade através da defesa de princípios como: o direito à felicidade, ao progresso, ao espírito de tolerância e à crença no valor da razão, que ilumina.
Voltaire, importante filósofo e um dos colaboradores da Enciclopédia, combateu a intolerância religiosa e acusou o clero de ser responsável pelo atraso das populações.
Kant, igualmente um importante filósofo, enalteceu o poder da razão humana.
As ideias iluministas foram-se propagando através da Enciclopédia, impulsionada por Diderot e D`Alembert e que pretendia fazer a síntese de todos os conhecimentos à época, através das Academias que eram associações de cientistas, artistas e de escritores que divulgavam o conhecimento, através dos salões, de revistas e jornais... em Portugal, país muito atrasado do ponto de vista económico e cultural, o Iluminismo foi-se divulgando através dos estrangeirados, que no exterior contactavam com estas novas ideias e que influenciaram as políticas reformistas pombalinas, nomeadamente as educativas. O Marquês de Pombal criou escolas onde se aprendia a escrever, a ler e a contar, escolas de gramática latina, grega, retórica e filosofia, criou a Aula do Comércio e o Colégio dos Nobres e reformou a Universidade de Coimbra... mas sem grande êxito.

Meus queridos alunos, relembro que a última apresentação, que será alvo de avaliação no próximo teste, é a apresentação K - O Iluminismo.
Assim sendo, a matéria para o teste abarca quatro apresentações em PowerPoint: O, P, Q e R.

Bom trabalho, qualquer dúvida sabem onde me encontrar...

Sem comentários:

Publicar um comentário